Street Fighter - Arcade - Luta - 2 Jogadores - Capcom 1987
Por: João Carlos Alves - Em: 28/05/2010
Street Fighter - Arcade - Luta - 2 Jogadores - Capcom 1987

Toda grande lenda tem um começo.

Assim como o maior jogo de luta de todos os tempos também possui o seu.

E esse jogo chama-se Street Fighter!

Os anos 80 foram sem duvida alguma, um marco na cultura e na vida muitas pessoas e se tratando de videogame, essa regra jamais deixaria de se cumprir.

Clássicos eternos nasceram na década que, mesmo não sendo a inicial nas histórias dos videogames, foi sem sombra de dúvidas, a mais importante.

Em 1987, a Capcom, que já tinha uma grande fama, lançou aquele que seria a base das sequências e de outros jogos produzidos aos montes na década de 90.

Street Fighter - Arcade - Luta - 2 Jogadores - Capcom 1987

Digno de uma dificuldade extrema acrescentada de excessivas falhas nos comandos para executar os golpes especiais, Street Fighter é um jogo que causa estresse até mesmo no mais "hardcore" dos jogadores.

E por falar em comandos, os de Street Fighter, foram utilizados inúmeras vezes em jogos de outras produtoras como, por exemplo, a SNK e seus Fatal Fury, Art of Fighting e Samurai Shodown, Breakers da Visgo e até Mortal Kombat da Midway.

Takashi Nishiyama e Hiroshi Matsumoto (que nos créditos aparecem como "Piston Takashi" e "Finish Hiroshi") foram os criadores de Street Fighter.

Algum tempo após o lançamento, saíram da Capcom e foram para a SNK, onde participaram da criação de jogos famosos como Fatal Fury 3, Ghost Pilots, Art of Fighting, The King of Fighters (94-99), Metal Slug 2 e Savage Reign.

Street Fighter - Arcade - Luta - 2 Jogadores - Capcom 1987

Apesar de ter sido lançado numa época em que jogos como 1942, Star Force e Gradius e de labirinto/puzzle como Pac Man e Dig Dug faziam muito sucesso, Street Fighter não foi o primeiro jogo de luta no estilo um contra um.

Yie-Ar Kung Fu por exemplo, já existia e era sucesso nos arcades e consoles como MSX e Nintendo.

Mesmo assim, trouxe inovações que até serviram de base para os jogos mais modernos como um jogo atual da série, o Super Street Fighter IV lançado em 2010.

A maior inovação de Street Fighter acontecia em seu arcade versão deluxe.

Dois botões com medidores de intensidade faziam os golpes saírem mais fracos ou fortes de acordo com a força aplicada ao pressioná-los.

Os personagens...

  • Street Fighter - Arcade - Luta - 2 Jogadores - Capcom 1987
    Ryu
  • Street Fighter - Arcade - Luta - 2 Jogadores - Capcom 1987
    Ken
  • Street Fighter - Arcade - Luta - 2 Jogadores - Capcom 1987
    Birdie
  • Street Fighter - Arcade - Luta - 2 Jogadores - Capcom 1987
    Eagle
  • Street Fighter - Arcade - Luta - 2 Jogadores - Capcom 1987
    Lee
  • Street Fighter - Arcade - Luta - 2 Jogadores - Capcom 1987
    Gen
  • Street Fighter - Arcade - Luta - 2 Jogadores - Capcom 1987
    Geki
  • Street Fighter - Arcade - Luta - 2 Jogadores - Capcom 1987
    Retsu
  • Street Fighter - Arcade - Luta - 2 Jogadores - Capcom 1987
    Mike
  • Street Fighter - Arcade - Luta - 2 Jogadores - Capcom 1987
    Joe
  • Street Fighter - Arcade - Luta - 2 Jogadores - Capcom 1987
    Adon
  • Street Fighter - Arcade - Luta - 2 Jogadores - Capcom 1987
    Sagat
Street Fighter - Arcade - Luta - 2 Jogadores - Capcom 1987

Ainda que diferente, essa inovação ficou restrita apenas a esta versão, sendo descontinuada pela Capcom nos jogos posteriores da série.

Já a versão mais simples do árcade continha o clássico controle com seis botões (três socos e três chutes, fracos, médios e fortes) que é utilizado até hoje.

Outra característica do jogo são as fases bônus para se conseguir maiores pontuações.

Se tratando de Street Fighter, quando se fala em fase bônus, logo vem a destruição de um carro na mente dos jogadores mais velhos.

No primeiro jogo, elas variam entre quebrar telhas e blocos de concreto e destruir placas de madeiras que outros lutadores seguram em diversos pontos da tela.

Street Fighter - Arcade - Luta - 2 Jogadores - Capcom 1987

Os personagens de Street Fighter são até hoje, reconhecidos com facilidade.

Até mesmo porque a Capcom explorou a franquia nos anos 90 quase a exaustão.

No primeiro jogo, apenas Ryu e Ken eram selecionáveis, e não de acordo com a vontade do jogador e sim pela escolha do controle, primeiro controle obrigatoriamente escolhia Ryu e o segundo, Ken.

A história de Street Fighter se perde um pouco no tempo devido aos muitos jogos e as muitas versões de filmes, desenhos, quadrinhos e derivados.

Street Fighter - Arcade - Luta - 2 Jogadores - Capcom 1987

Ryu em busca de crescimento e conhecimento nas artes marciais, parte numa jornada de testes pelo mundo e aproveita um torneio para desafiar lutadores dos mais variados estilos de luta.

Ken seu amigo norte-americano, treinou com ele durante um bom tempo e despretensiosamente, segue uma jornada semelhante.

No inicio do jogo você deve selecionar em qual país (exceto Tailândia) Ryu (ou Ken) começará sua jornada.

Após derrotar os competidores do país selecionado, o computador escolherá seu próximo destino.

Nessa versão, Sagat é o chefe do jogo e Adon o sub-chefe.

Street Fighter - Arcade - Luta - 2 Jogadores - Capcom 1987

Com bons gráficos para um jogo de 1987, a Capcom tentou mostrar características de cada país em seus respectivos cenários como as muralhas da China, a cidade de Nova Iorque, o Monte Rushmore alem de outros lugares ao redor do mundo.

Os personagens no entanto, são mal desenhados, desproporcionais e com uma movimentação pesada.

Quem joga Street Fighter a partir do segundo jogo, estranha o fato de Ryu, por exemplo, ter os cabelos avermelhados e usar sapatilhas.

Algo que a Capcom tentou suavizar em Street Fighter Alpha (Zero) colocando um Ryu com aparência mais jovem e também com cabelos em tom avermelhado diferente de Street Fighter II e III, cujos cabelos são negros.

Street Fighter - Arcade - Luta - 2 Jogadores - Capcom 1987

A trilha sonora é ruim e graças a isso, não possui nenhum destaque especial.

Os efeitos sonoros são fracos e dói no peito do jogador mais exigente e que curtiu Street Fighter 2 no auge, ouvir um Ryu gritar "Fire Ball" ou "Dragon Punch" com uma voz rouca e falhada.

Reconheço, era apenas o ínicio.

As vozes da versão japonesa contêm os nomes originais dos golpes como "Hadouken" e "Shoryuken".

Críticas sempre existirão pois, todo jogo tem seus prós e contras.

As versões de Street Fighter

+imagens

fechar

Street Fighter - Arcade - Luta - 2 Jogadores - Capcom 1987

A jogabilidade de Street Fighter é ruim, tem comandos extremamente lentos e difíceis de serem executados.

Para piorar, os golpes dos adversários são extremamente fortes e acabam rapidamente com a sua energia.

No entanto, devemos ter em mente que comparar Street Fighter com seu sucessor World Warrior e as demais sequências, seria algo extremamente desleal e injusto!

É um jogo que quase foi abandonado pela Capcom e ainda bem que isso não aconteceu, pois é provável que não poderiamos acompanhar a saga dos mais famosos lutadores dos videogames.

Com ele, outras formas de entretenimento apareceram baseadas em Street fighter como as séries animadas, quadrinhos, jogo online e os filmes (péssimos por sinal!).

Street Fighter - Arcade - Luta - 2 Jogadores - Capcom 1987

Street Fighter pode ter muitos defeitos, mas esses serviram para o aprendizado e trouxeram inovações para uma época em que jogos de luta não faziam frente aos clássicos dos arcades como Out Run, Space Harrier, Ms. Pac-Man, Space Invaders e muitos outros.

Graças a Street Fighter, os anos 90 foram repletos de jogos excelentes de luta como Double Dragon (Neo-Geo), Power Instinct, Super Street Fighter Turbo, The King of Fighters e muitos outros.

Essa primeira versão, de longe não é a melhor da série.

Tanto é que só reapareceu anos depois em coletâneas da Capcom, mas é sim um marco inicial de um dos maiores jogos de toda a história!

Além dos arcades, Street Fighter teve versões para PC (MS-DOS), PC engine (com o nome de Fighting Street), Amstrad CPC, Atari ST, Amiga PC, Commodore 64, e posteriormente nas coletâneas da Capcom para PlayStation 2, X-Box e PlayStation Portable.

Capa de Fighting Street, a versão de Street Fighter para PC Engine

Curiosidades

Street Fighter - Arcade - Luta - 2 Jogadores - Capcom 1987

Street Fighter 2010 é um Spin off da série lançado em 1990 para o Nintendo.

Nessa versão, que é de aventura, um "Ken" com braços biônicos enfrenta aliens e seres espaciais para vingar a morte de seu melhor amigo (sem nome citado) após o torneio "Street Fighter".

A Capcom não liga Street Fighter 2010 a linha de história da série de luta.

O jogo Final Fight deveria se chamar Street Fighter 89 e seria uma continuação do primeiro jogo de luta lançado dois anos antes.

Apenas Ryu, Ken e Sagat estão na sequência do jogo e somente Ryu e Ken estão em todos os jogos da série.

Adon, Gen e Birdie reaparecem em Street Fighter Alpha (zero) e Eagle em Capcom Vs. SNK 2 e também na versão de Street Fighter Alpha 3 para PlayStation Portable (PSP).

Geki, Lee, Mike, Retsu e Joe não apareceram em nenhuma outra versão.

Street Fighter - Arcade - Luta - 2 Jogadores - Capcom 1987
Conclusão:

Street Fighter é um jogo que é extremamente difícil, com comandos complicados, jogabilidade ruim, daqueles que são capazes de causarem infartos nos jogadores.

No entanto é o início de uma lenda dos videogames, o jogo que iria criar um rumo diferente para os jogos de luta que tentariam em muitos momentos, copiá-lo.

Então, se você nunca jogou, conheça e sinta na pele o que é desafio em todos os aspectos.

Boa sorte!

João Carlos Alves
Old School Gamer

Desenvolvedor web, casado, moro em São Paulo e sou pai da Amandinha. Amo Final Fight acima de todos os jogos e Street Fighter II jamais será superado!
@oldschool_gamer

COMENTÁRIOS

Seu comentário foi enviado com sucesso!

Assim que for aprovado, será exibido aqui!

Obrigado por participar!

Infelizmente seu comentário não foi enviado.

Tente novamente e se o problema persistir, por favor, envie um e-mail: contato@oldschoolgamer.com.br

Joanilson05/09/2011

Simplesmente a série de games de luta suprema.
Essa está entre as três séries mais jogadas e queridas por mim.
Se bem que esse Street Fighter 1 realmente é de doer.
Bela análise e gostei de ver foto das outras versões do game.

Márcio Viana17/07/2014

Parabéns João Carlos! Massa sua matéria. Assisti o vídeo da sua coleção de games no Game Sênior. Cara Muito legal mesmo! Parabéns novamente.

Abraço!

Antonio Thiago05/08/2014

Bons tempos que jogávamos em fliperama com a galera competindo...simplesmente show de bola...abs

Marius21/12/2014

A análise está ótima, mas o game é muito fraco.